Apple censura game para Iphone com Jesus guerrilheiro.

28/01/2011 § Deixe um comentário

Site Criacionismo Brasil, 19.01.2011.


A civilização humana está à beira de um colapso. Malfeitores da máfia Yakuza, exército, alienígenas, todos mancomunados com o Diabo, querem destruir a Terra. Cabe a Jesus Cristo pegar uma metralhadora e usar poderes divinos para salvar a humanidade. Este seria o enredo de “Moral Decay”, game de tiro 2D com gráficos que remetem à era 16-bit dos consoles para iPhone, iPod touch e iPad caso a Apple não tivesse censurado o título.
“Tive que mudar e reenviar o jogo para aprovação da Apple por cinco vezes”, conta Tim Omernick, presidente da produtora de “Moral Decay”, a Infinite Lives, e criador do game, em entrevista ao G1. “Eu queria chocar as pessoas. Criar um game com uma ideia que ninguém havia usado antes, testando os limites de o que é apropriado ou não”. No clipe acima, é possível ver como seria o jogo original. 

Na primeira tentativa, Omernick, que já trabalhou como engenheiro de software para a Apple entre 2005 e 2008, foi barrado pela política da empresa de Steve Jobs. Para evitar problemas de processos com os milhões de usuários de suas plataformas, a companhia barra aplicativos com conteúdos eróticos e que possam ofender grupos religiosos.
Desse modo, Jesus Cristo, o personagem principal de “Moral Decay” – título que em uma tradução livre para o português significa “Decadência Moral” – teve que mudar de nome e de aparência. Sai o nome da figura central do cristianismo e entra Chris T, uma paródia de “Christ”, ou Cristo em inglês. O manto branco dá lugar a calças e botas de militar e um torso musculoso, estilo Rambo.

O game, vendido por US$ 2 na iTunes Store, foi imaginado há cerca de 10 anos, conta Omernick. “Naquela época eu não tinha a experiência necessária para criar um jogo”, afirma. “Meu desejo era fazer um game sobre Jesus no estilo de “Contra [clássico de tiro em 2D para os consoles NES e Super Nintendo]. Se você é cristão, é legal porque você controla o Salvador. Se é de outra religião, é engraçado porque é uma paródia”.

O título, que apresenta um nível alto de dificuldade até para jogadores experientes, exige que o jogador controle Chris T, pulando em plataformas e atirando nos inimigos, que explodem ao receber tiros. Ele come pizza para e, como em qualquer jogo, renasce quando morre. A diferença é que o termo bíblico “ressuscitar” é exibido quando o jogador reinicia a partida. Além de enfrentar inimigos na Terra, o herói usa seus poderes para ir até a Lua e enfrentar o Diabo em uma batalha antológica.

Nota: Perigoso é constatar que o enredo deste tipo de jogo deturpa a imagem de Jesus Cristo tal como descrito na Bíblia Sagrada. O apresenta como violento e que faz prevalecer Sua opinião pela força. Não é nada disso que se vê nos evangelhos. Jesus foi um pacificador e demonstrou, com amor e misericórdia, Seus ensinamentos. Nunca forçou e nem ameaçou qualquer um de Seus seguidores. Não é a primeira e nem será a última tentativa de se tentar diminuir a importância de Jesus no processo de salvação humana. Lamentável que se busque influenciar os pequenos com este conceito. Importantíssimo que pais e responsáveis, que zelam para que seus filhos tenham uma visão mais ampla das coisas, ensinem, também, a Bíblia Sagrada de maneira constante para que eles possam saber contrastar com as influências das mídias modernas.

FONTE: FELIPE LEMOS / http://www.felipelemos.com

Marcado:,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Apple censura game para Iphone com Jesus guerrilheiro. no Igreja Adventista do Sétimo Dia de Três Lagoas/MS.

Meta

%d blogueiros gostam disto: